TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Música

Midnight Oil embala Porto Alegre com seu rock político

26/04/2017

Após 15 anos, os australianos do Midnight Oil tomaram de assalto uma Porto Alegre que eles ja haviam visitado duas vezes entre 1997 e 2002. A banda de roqueiros e surfistas das praias de Sydney, e que se tornou uma referência do cenário rock’n’roll por causa do seu posicionamento político, tocou durante mais de duas horas nesta terça à noite no Pepsi On Stage.

 

O show da The Great Circle 2017 World Tour, cuja turnê mundial foi aberta na Capital, mostrou o quinteto australiano relembrando as grandes composições dos seus principais discos, lançados entre os anos 80 e 90, que juntos venderam mais de 10 milhões de cópias. Com letras que muito retratam os problemas da humanidade e do nosso próprio planeta, o Midnight Oil não deixou de fora do seu repertório os hits que ficaram marcados pelo seu engajamento social, como “Beds are Burning”, “Blue Sky Mine”, “Forgotten Years” e “The Dead Heart”,, entre outros petardos. Foram 22 músicas durante 1h40min de um show impecável.

 

 

O show começou por volta das 21h40min com a clássica e embalada King of the Mountain, na qual o vocalista Peter Garrett já mostrou toda a sua cenicidade com as mãos e gingado. Antes da quinta música In the Valley, o vocalista deu o recado da mensagem do show em português lido da colinha no palco: "Nós vamos tocar músicas para vocês que falam do meio ambiente e questõees políticas". Logo depois, introduziu "Put Down the Weapon", dizendo que a guerra é uma coisa estúpida, também em português.

 

Depois, o quinteto empolgou o público com músicas como Renaissance Man e Power of the Passion, dançante e com uma metralhadora percussiva e de luz nas suas viradas com méritos para o dom rítmico de Rob Hirst e os fãs caprichando no cantar junto. A histeria dos fãs foi maior com The Dead Heart, que provocou um festival de celulares filmando a cena para a posteridade descartável atual. Depois de "Say your prayers" foi a vez de "Beds are Burning" dar um sacode nas mais de 2,5 mil pessoas que pularam a noite toda e cantaram com os australianos. Perto do final, "Blue Sky Mine" deu o tom oitentista que faltava para o embalo de todo o público com a condição segura de toda a banda: Peter Garrett (vocal), Jim Moginie (guitarra), Martin Rotsey (guitarra), Bones Hillman (baixo) e Rob Hirst (bateria).

Foto: Ricardo Giusti

Fonte:http://correiodopovo.com.br/ArteAgenda/Variedades/Musica/2017/04/616094/Midnight-Oil-embala-Porto-Alegre-com-seu-rock-politico

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!