TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Saúde

Sarampo deixa autoridades da saúde em alerta

10/07/2018

 

A baixa cobertura vacinal especialmente em crianças pode ser atribuída a alguns casos de sarampo no estado. A enfermeira Rosana Nery, chefe da Vigilância em Saúde do município de Vacaria, alerta que os país precisam ficar atentos quanto ao programa vacinal. Se são preconizadas duas doses de determinada vacina, não adianta a criança fazer apenas uma.

 

Vacaria teve recentemente um caso registrado pela Secretaria Estadual da Saúde. Uma mulher de 29 anos contraiu o vírus em Porto Alegre através de uma pessoa infectada pelo vírus. Essa pessoa já se recuperou da doença.

 

No estado são sete casos já registrados, todos considerados importados, ou seja, não é vírus adquirido dentro do Rio Grande do Sul. Os sintomas mais comuns são, segundo Rosana, febre alta, tosse, coriza, dor de garganta, falta de apetite e conjuntivite.

 

A criança aos 12 meses faz a tríplice viral que imuniza contra sarampo, rubéola e caxumba e com um ano e três meses, ela faz a tetraviral, que é contra caxumba, sarampo, rubéola e varicela. A tríplice viral pode ser feita até os 49 anos de idade. Por isso é importante que as pessoas sempre tenham em mãos a caderneta de vacinas para saber quando tem que se vacinar novamente.

 

A pessoa com sarampo fica em média 13 dias com o vírus, podendo durar até 21 dias. Neste período é recomendável que a pessoa fique em isolamento para não transmitir o vírus.

 

Quanto a vacina contra a gripe, mais 1100 doses serão disponibilizadas para a população em geral nesta quarta feira dia 11, das 8h às 20h sem fechar ao meio no Centro Médico Municipal.

 

 

 

Fonte:Miro Santos/Rádio Esmeralda

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!