Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Esporte

Se Ronaldinho pedir para voltar? 'Fica em casa', diz presidente do Grêmio

29/03/2016

A história que começou com a possível formação de um novo ídolo gremista acabou de forma bastante diferente. Hoje no fim de sua carreira, Ronaldinho Gaúcho já foi o melhor duas vezes e conquistou torcedores por onde passou, mas está longe de ser querido no clube que o revelou.

 

Entrevistado do programa Bola da Vezdesta semana, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr, comentou sobre a relação do clube com o meia-atacante de 36 anos.

"Fica em casa", respondeu o dirigente ao ser questionado sobre o que diria caso Ronaldinho ligasse e pedisse para encerrar a carreira na equipe.

"Não é persona non grata. Não vamos tratar não como torcedor, mas como dirigente. Ele não tinha condições atléticas, a própria passagem pelo Fluminense demonstrou que ele não tinha condições atléticas de jogar no Grêmio. Não vamos colocar um jogador lá para recuperar sua imagem pelo que aconteceu no Grêmio", afirmou.

Ronaldinho saiu de forma conturbada em 2001 e se transferiu para o Paris Saint-Germain em um negócio sem custos, o que irritou o Grêmio. Posteriormente, em 2011, ele esteve perto de voltar, sendo que os tricolores tinham colocado até caixas de som no Estádio Olímpico para recepcionar o atleta, que acabaria assinando com o Flamengo.

"(Ele tentou voltar ao Grêmio?) Ele criou um ambiente que pudesse abrir um mecanismo de negociação, nós não avançamos nisso. A saída do Grêmio para o Paris Saint-Germain não foi do ponto de vista das relações contratuais a melhor, porque ele poderia ter criado uma condição negocial para ele e para o Grêmio, clube que o formou. Não, ele preferiu criar apenas para ele. Evidentemente que isso não terminou bem, e esse conceito ficou ruim", declarou.

"E aí teve o seguindo episodio, quando ele negociou para voltar. Foi aquele episódio em que o Grêmio inclusive contratou aparelhagem de som, botou no estádio, criou aquelas condições para receber no Olímpico e também não concretizou. Se o primeiro estava ruim e o segundo poderia corrigir, aquele primeiro momento ficou pior ainda com aquela situação, então não criou o ambiente de retorno", disse o presidente.

"Eu lamento, porque o Ronaldinho tinha tudo para encerrar sua carreira no Grêmio de maneira apoteótica."

 

Fonte:http://espn.uol.com.br/noticia/588149_se-ronaldinho-pedir-para-voltar-fica-em-casa-diz-presidente-do-gremio

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!