TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Esporte

Vettel supera as Mercedes em corrida eletrizante no Bahrein

17/04/2017

Sebastian Vettel deu o pulo na largada e mostrou novamente a força da Ferrari em corrida para vencer o GP do Bahrein e manter a liderança do Mundial de Fórmula 1. Foi mais uma corrida espetacular, com Lewis Hamilton tentando de tudo. chegou a ser o mais rápido da corrida na metade final, mas não teve resposta para o ritmo do alemão e a tática da Scuderia. Os italianos adiantaram o pit, Vettel acelerou na hora certa e assumiu a ponta para não perder mais. O britânico apertou o acelerador até o fim, mas fechou mesmo em segundo, enquanto o pole-position Valtteri Bottas teve problemas com os pneus supermacios e se recuperou no final para ser terceiro.

Vettel largou bem e passou Hamilton. Tentou pressionar Bottas, ensaiou uma trajetória diferente, mas decidiu dar o pulo nos pits. Neste momento, os cinco primeiros circulavam na mesma foto, dentro do mesmo segundo, com ataques em todos os lados. Foi aí que Vettel antecipou a parada e voltou muito mais rápido. Passou Sérgio Perez rapidamente e se colocou em posição para liderar. Kimi Raikkonen perdeu várias posições, sendo ultrapassado por Felipe Massa, em excelente primeira volta. O finlandês só conseguiu acertar a última curva para sair colado na oitava volta, usou o vácuo e conseguiu passar.

Com bom ritmo, as Red Bull vinham penduradas na Mercedes de Hamilton e Verstappen tentou a mesma tática de Vettel. Só que ao voltar para pista, com os freios frios, errou no grampo do segundo setor e bateu de frente no muro. Logo depois, Carlos Sainz exagerou na saída dos boxes e deu no meio do coitado do Lance Stroll. Pedaços de carro para tudo que é lado e safety car na pista.

Poderia beneficiar quem não tinha parado, mas Vettel tirou o suficiente para passar à liderança. Nos pits, Hamilton segurou a velocidade na entrada para dar tempo de Valtteri Bottas trocar os pneus sem ele ficar parado. Isso atrapalhou Ricciardo e gerou uma investigação dos comissários e punição de cinco segundos ao britânico.

Veio a relargada e as brigas se incendiaram. Bottas foi com tudo para cima de Vettel, chegou a colocar por dentro, mas o alemão respondeu, contornou por fora e devolveu na curva seguinte. Hamilton foi para cima de Ricciardo e passou ainda na reta principal, retardando bem a freada. O australiano não conseguiu aquecer os pneus e logo foi superado por Massa e Raikkonen, numa briga de corrida inteira do brasileiro com o finlandês. Foi lá na volta 24 que Raikkonen conseguiu embutir na última curva, usar a asa móvel e superar o piloto da Williams.

A partir daí, foi o momento de espera tática da corrida, com Hamilton usando os compostos macios, assim como Ricciardo. Enquanto isso, Vettel e os demais líderes estavam com super macios. Mesmo com o pneu mais rápido, o finlandês não conseguiu abrir para Hamilton e acabou deixando o colega passar para perseguir a Ferrari.

Lá na turma do fundão, Fernando Alonso tentava fazer mágica para brigar pelo último pontinho. Passou Palmer e Kvyat com manobras maravilhosas, driblando por fora para dar o xis na linha interna e seguir à frente. Mas a falta de potência do motor Honda permitiu aos rivais pressionarem com a asa móvel, devolvendo os passões. Um pouco mais à frente, Ricciardo finalmente achou temperatura nos pneus e foi para cima de Massa, assumindo o quinto posto.

Mas aí a estratégia da Scuderia deu mais certo. Hamilton ficou sem pneus e parou a 20 voltas do fim. Voltou possuído, com borracha mais nova, e enfiou o pé no porão. Quase dois segundos mais rápido por volta, ele chegou em Bottas na volta 48, botou por dentro sem cerimônias e nem deu chance para alguma ordem no rádio de deixar passar. Mas o piloto da Mercedes não conseguiu ir além e Vettel cruzou a quadriculada preto e branca com muita festa, em primeiro, circundado pelas Flechas de Prata em segundo e terceiro.

Em quarto lugar, Raikkonen remou e remou para superar Red Bull e Williams. Fez boas ultrapassagens, mas ainda está devendo ritmo para Vettel. O quinto foi Ricciardo, que caiu um pouco com os pneus macios, até se recuperar para cima de Massa. O brasileiro fez sua melhor corrida do ano, chegou a se misturar com os ponteiros e fechou com muitos pontos no sexto lugar. Posição importante para a Williams, já que Sérgio Perez foi o sétimo com a Force India. Romain Grosjean somou os primeiros e merecidos pontos do ano com a Haas, em ritmo alucinante na Haas após tática complicada no início.

Fechando os pontos, Nico Hulkenberg flertou um bom tempo com o sétimo lugar, mas depois de uma má largada, a Renault não acertou bem a estratégia. Pelo menos, finalmente entrou na tabela do campeonato com dois pontinhos. Esteban Ocon levou o último pontinho com o décimo lugar. Menção honrosa para Pascal Werhlein, que colocou a Sauber em décimo primeiro no seu retorno à Fórmula 1.

Fonte:http://www.correiodopovo.com.br/blogs/pitlane/2017/04/31530/vettel-supera-as-mercedes-em-corrida-eletrizante-no-bahrein/

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!