Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Música

'Wonderful Crazy Night': novo disco de Sir Elton Jhon

08/02/2016

(Virgin EMI) Sir Elton John é um dos mais fortes nomes da música ainda em atividade. Aos 68 anos, o britânico esbanja disposição. O músico é conhecido não por sua imensa coleção de óculos coloridos, mas pela versatilidade e criatividade, capaz de criar desde hits pops até baladas calmas e marcantes ao piano. Os diferentes estilos de John surgem dependendo da fase que o artista se encontra. Seu novo disco, Wonderful Crazy Night, trigésimo segundo da carreira, marca a volta do inglês a uma sonoridade mais pop, após álbuns intimistas e clássicos, como o último: o excelente The Diving Board. As faixas do novo trabalho lembram alguns dos hits passados do cantor, principalmente na fase em que John bebia das influências da música americana, o que deu um clima alegre e dançante às suas canções. O piano é a espinha dorsal de todas as faixas, porém a competente e completa banda que o acompanha cria um clima de festa que lembra as épocas de Honky Chateau (1972) e Captain Fantastic and the Brown Dirt Cowboys (1975), dois marcos na carreira de John. E é a pegada animada de alguns clássicos destes discos, como as de Honky Cat e Better of Dead, que dá as caras no novo trabalho. Wonderful Crazy Night, In the Name of You e Looking Up são faixas inconfundivelmente reconhecidas como um pop de Elton John. Claw HammerBlue WonderfulI’ve Got 2 Wings e The Open Chord, que fecha o disco, trazem um ritmo mais envolvente, porém tranquilo, que lembra trabalhos anteriores como o ótimo Songs From the West Coast (2001), com fortes influências de raízes americanas, como o soul de Stevie Wonder e Billy Preston até o rock de Neil Young. O disco ainda tem espaço para a reafirmação da força e da competência do inglês ao piano, que cria bonitas melodias com um suave fundo de guitarras e uma bateria com ritmo marcante. A estratégia que rendeu grandes hits, como Don´t Let the Sun Go Down On  é novamente aproveitada com maestria em A Good Heart. Gravado em apenas 17 dias, o disco prova mais uma vez que John é um dos maiores artistas em atividade e sabe como fazer uma música pop como poucos. Wonderful Crazy Night é mais um acerto entre tantos do simpático pianista.

Fonte:http://veja.abril.com.br/blog/imperdivel/discos/wonderful-crazy-night/

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!