Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados


  • CLASSIFICADOS 18/10/2019



    EMPREGOS



    - Contrata-se Vendedor ou vendedora com experiência comprovada para trabalhar no setor de auto peças. Int. entregar currículo na Rua Silveira Martins nº 102 fundos entrar em contato ou pelo fone 3232 9323.



     



    - Contrata-se uma pessoa para trabalhar com vendas pela internet. Int. Tratar na CSM Acessórios ou pelo fone 3232 2320.



     



    - Evoluir seleciona vendedor para loja de roupas (Moda Jovem) necessário ter afinidade com redes sociais, interesse em moda, experiência com vendas e ensino médio completo. Int. enviar currículo com foto para
    evoluir.solucoes@gmail.com.



     



    IMÓVEIS



    - Vende-se ou arrenda-se área total de 100 hectares, 50 hectares já preparado para o plantio de soja, com açude e Rio a 24 km de Vacaria. Int. Tratar pelo fone 9 9973 1681.



     



    - Vende-se terreno com 500m² em Muitos Capões. Int. Tratar pelo fone 9 9623 3115.



     



    ANIMAIS



    - Foi perdido um cachorro branco com amarelo, com as orelhas cortadas, pitoco nas proximidades da bica d’água na BR 116. Quem encontrar entrar em contato pelo fone 9 9237 1202 com Jeferson. Gratifica-se.



     



    - Vendem-se filhotes de Dogo Argentino com Fila Brasileiro, valor R$500,00. Int. Tratar pelo fone 9 9192 6550.



     



    VEICULOS



    - Disponibiliza-se para locação tratores Massey 296 TL 100, plantadeiras Shm 1517, 7 Linhas , Personalle 21, 8 linhas de verão, para plantio de milho e soja. Cobra-se por hectare. Int. Tratar pelo fone 9 9999 3732.



     



    - Disponibiliza-se para locação, trator TL100 4x4, cabinado, pulverizador 800 litros 16 metros de barras hidráulico, com caminhão tanque para acompanhamento, e roçadeira 1,80m. Int. Tratar pelo fone 9 9999 3732.



     



    - Disponibiliza-se para locação trator 6 cilindros 4x4, aradora 18 discos hidráulica, grade niveladora 54 discos hidráulica, e subsolador para preparo de solo. Locação cobrada por hectare. Int. Tratar pelo fone 9 9999 3732.



     



    - Compra-se uma F1000 de ano 90 a 92, em estado original de preferência com carroceria boiadeira com engate rápido, entrega-se um palio ano 2007 em ótimo estado no negócio. Int. Tratar pelo fone 9 9998 0103 ou 9 9969 5037.



     



    - Troca-se uma moto DT 180 documentada ano 82 por carro. Int. Tratar pelo fone 3232 0281.



     



    - Troca-se moto Honda 150 por carro. Int. Tratar pelo fone 3232 0281.



     



    - Troca-se um caminhão toco Mercedes por um caminho truck paga-se diferença a vista. Int. Tratar pelo fone 9 9952 9697.



     



    DIVERSOS



    - Foi perdido em um ônibus urbano um óculos de grau preto. Quem encontrar entrar em contato pelo fone 9 9250 9098. Gratifica-se.



     



    - Foi perdido um óculos de grau estava dentro de um estojo preto, no trajeto da resfriar, passando pela Igreja N. Sra de Fátima até a escola Bom Jesus. Quem encontrar entrar em contato pelo fone 9 9173 8639. Gratifica-se.



     



    - Vendem-se blocos de cimento. Int. Tratar pelos fones 9 9694 2461 ou 9 8159 2833.



     



    DOCUMENTOS



    - Foram encontrados os documentos de:



    Andre Henz



    Antenor Antunes Rodrigues



    Evandro Luis Clunc



    Everton Luis Teixeira Passos



    Fernanda Cecília Guder dos Santos de Mello



    Fernanda Vargas Fontoura



    Ingrid Priscila Almeida Marques



    Ivete Fátima Faustino



    Kylza da Silva Nunes



    Victor Ryan Martins



    Os mesmos devem retirar na Portaria da Rádio Esmeralda, em horário comercial.


Six Interfaces Figueiró Super Util

Região

Estudantes da UFRGS lançam mapa sobre segurança

11/09/2014
O Diretório Central de Estudantes da UFRGS desenvolveu um mapa colaborativo que compila relatos de crimes ocorridos no entorno do Campus Centro, em Porto Alegre. A ferramenta, inspirada em iniciativa da Universidade de Brasília (UnB), começou a ser utilizada nesta semana. Por meio do site do DCE, é possível preencher um formulário com tipo de crime (como roubo, furto e tráfico de drogas), data, horário e descrição do fato. As informações são enviadas ao diretório, que faz as marcações no mapa propriamente dito. Até o final da tarde desta quinta-feira, havia 88 relatos listados. — Procuramos uma plataforma que se adequasse às necessidades. É a mesma usada pela UnB e não tem custo — afirma Vítor Neves da Fontoura, diretor jurídico do DCE. Conforme Fontoura, as informações passam pelo crivo da diretoria para que o sistema não seja burlado. Além de serem repassados à universidade e à Brigada Militar, os dados devem servir para alertar os alunos que circulam pela região. — A ideia é fazer campanhas nas zonas mais perigosas. Certas coisas comportamentais podem mudar — relata o diretor jurídico, dando como exemplo a colocação de cartazes indicando locais e horários mais críticos. A Brigada Militar vê o mapa como auxilio ao trabalho da corporação. O comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM), major Francisco Vieira, conta que a ideia surgiu em uma conversa com um grupo de alunas da Faculdade de Direito que o procurou. — Foi uma ideia conjunta das estudantes. Da reunião, saíram várias ideias para eu planejar o meu policiamento. Eu faço o planejamento em cima das demandas — avalia, positivamente, o comandante. Na Unb, o mapa foi lançado há cerca de um ano e meio e, agora, está desativado para reformulação. Um dos coordenadores-gerais do DCE Honestino Guimarães, Caio Oliveira define como satisfatório o resultado do trabalho. — A partir do mapa, a gente começou a apresentar à prefeitura do campus dados exatos de onde vieram os maiores problemas. Foi gerado um relatório com o número de ocorrências e os locais — relata Oliveira, acrescentando que o número de crimes diminuiu após mudança na ação das autoridades. Antes do mapa, a página no Facebook O grupo de alunas ao qual o major se refere criou, há mais de um mês, uma página no Facebook reunindo casos de assaltos e outros crimes sofridos por universitários. A iniciativa das jovens se somou a um abaixo-assinado com cerca de mil assinaturas para demonstrar clamor público. Na página Ocorrências — Campus Centro UFRGS, vítimas passaram a enviar relatos, que são repassados à BM por WhatsApp. O resultado da parceria foi a intensificação do policiamento na região e o aumento no número de prisões, conforme a 3ª Companhia do 9º BPM. A ideia é que essas informações integrem o mapa também. A Coordenadoria de Segurança da UFRGS vê com bons olhos a iniciativa, mas ressalta que ela não substitui o registro nos órgãos oficiais. No portal do aluno e do servidor, também há um espaço para que os casos sejam informados. Mesmo que haja um mapeamento paralelo às estatísticas da Secretaria da Segurança Pública (SSP), as vítimas de assalto e outros crimes devem registrar ocorrência policial. A medida é importante para formular estratégias de prevenção, investigação e repressão ao crime por parte dos órgãos de segurança.
Fonte:ClicRBS

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!