Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Política

Novo governo avalia se vai nomear candidatos convocados para a Polícia Civil por Tarso Genro

04/01/2015
O futuro dos 650 policiais aprovados no mais recente concurso público da Policia Civil que foram convocados pelo governador Tarso Genro, no fim de dezembro, ainda é incerto. Equipes do governo de José Ivo Sartori devem se reunir já nas próximas semanas para discutir o tema. Segundo o chefe da Polícia Civil, Guilherme Wondracek, os concursados só devem iniciar o curso preparatório na Academia de Polícia (Acadepol), depois da discussão sobre o impacto financeiro das convocações. Conforme o delegado, a academia tem duração de seis meses e, durante o período, cada policial recebe uma bolsa de cerca de R$1,4 mil reais. O pagamento resultaria em um custo quase seis milhões de reais aos cofres públicos em meio ano. “Isso tudo será avaliado, precisamos ver se há recursos para pagar essas bolsas, sabemos que a situação financeira do Estado é complicada”, destaca. O titular da Fazenda, Giovani Feltes, também ressaltou que o assunto ainda não foi tratado e que não há definição sobre o tema. O decreto assinado pelo governador José Ivo Sartori nesta sexta-feira, veta, por um período de seis meses, novas contratações de serviços e concursos públicos. Fica suspensa a realização de novos concursos, nos próximos 180 dias, e também a convocação de aprovados em seleções já realizadas. O sindicato dos servidores da Policia Civil garante que deve se reunir com o governo para pedir pelas nomeações já que até o final do ano, 1,3 mil policiais estarão aptos a se aposentarem. Além disso, a entidade destaca que hoje o estado tem seis mil policiais, quando o ideal seria de dez mil.
Fonte:ClicRBS

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!