Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Região

Sobe para 500 o número de casas atingidas pelo granizo em Santiago

03/09/2014
Subiu para 500 o número de casas atingidas pelo temporal de granizo em Santiago, na Região Central. De acordo com a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros da cidade, as residências tiveram os telhados perfurados durante o temporal, na manhã desta terça-feira. De acordo com o engenheiro da Defesa Civil Haroldo Pouey, não há o levantamento final dos prejuízos, pois a prefeitura ainda está realizando o cadastramento dos moradores afetados. Segundo os bombeiros, as pedras de gelo tinham o tamanho de uma bola de pingue-pongue. O temporal, que durou cerca de 15 minutos, começou por volta das 6h. De acordo com Fernando Nascimento, secretário de Obras de Santiago, ainda não há registro de estragos na área rural do município. Técnicos da Emater e do Sindicato Rural se reúnem na quarta-feira para finalizar o levantamento e avaliar os danos nas lavouras de trigo, fumo e plantação de hortaliças. O coordenador regional da Defesa Civil, capitão Gerson Correa de Mello, esteve na cidade na tarde desta terça-feira para uma vistoria. Na tarde de quarta-feira, representantes da prefeitura e Defesa Civil avaliarão a possibilidade de decretar situação de emergência para repasse de recursos do governo às famílias mais prejudicadas. A Defesa Civil informou mais de 40 rolos de lona, de 500 metros cada, já foram distribuídas aos moradores das residências atingidas pelo temporal de granizo. Quem ainda precisar do material deve recorrer aos bombeiros e à Secretaria de Assistência Social da prefeitura, que faz o cadastro das famílias atingidas. _ Agora a chuva deu uma trégua. Muitas pessoas estão fazendo a colocação das lonas, com a ajuda de funcionários da prefeitura. Alguns já fazem a troca de telhas. Mas a orientação da Defesa Civil é de que as pessoas não subam no telhado com o tempo chuvoso, pois o risco de acidente é grave_ alerta Haroldo Pouey. O alerta do engenheiro não é em vão. Duas pessoas ficaram feridas ao caírem de telhados quando tentavam cobrir as casas com lona hoje. Cesar Augusto Duarte e Maicon Gonçalves da Rosa foram socorridos pelos bombeiros e encaminhados ao Hospital de Caridade de Santiago com ferimentos leves.
Fonte:ClicRBS

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!