TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Policial

Vacaria registra o 7º assassinato este ano

10/12/2014
Corpo de mulher esfaqueada embaixo da cama, faz com que Vacaria registre o 7º homicídio deste ano no município. O corpo esfaqueado de Laureci Varela, 64 anos, foi encontrado na manhã desta quarta-feira, dia 10, por volta das 10h30min da manhã, na Rua Getúlio Vargas, número 60, no Bairro Vitória. Quem encontrou o corpo primeiro foi uma jovem chamada Brenda, filha do principal suspeito do crime (companheiro da vítima que tem 63 anos de idade), que avisou Adriana Varela (filha da vítima) que por sua vez avisou Paulo César Varela (sobrinho da vítima) e que posteriormente avisaram as autoridades. Com sinais de violência e cortes nos braços (possivelmente para tentar se defender do seu agressor) e um corte profundo no pescoço, a mulher foi encontrada embaixo de uma cama box no quarto do casal, dando a entender que o assassino após cometer o crime arrastou o corpo para esconder. Informações preliminares também dão conta também que devido ao estado em que se encontrava o corpo da vítima (totalmente gelada e o sangue coagulado), o crime foi cometido na noite de ontem (terça-feira, ou na madrugada de hoje). O principal suspeito que vivia com a vítima aproximadamente 3 anos, é aposentado e fazia alguns serviços de “chapa” e “biscates” e, apesar de várias tentativas de comunicação com o mesmo via telefone celular, ele não foi encontrado. Brenda, que também vivia com o casal na mesma casa, disse não ter ouvido nada com relação a gritos de socorro ou algo parecido. Familiares informaram também, que há três dias, o casal havia tido uma discussão séria por causa de um refrigerante e, desde então não estavam se conversando. O nome do principal suspeito guardamos sigilo para não atrapalhar as investigações sobre o caso por parte da Polícia Civil. Um grande número de parentes e amigos da vítima tão logo ficaram sabendo da notícia foram até a residência do casal que estava sendo guarnecida pela Polícia Civil e pela Brigada Militar. Ás 11h45min quando o carro de uma funerária local conduziu o corpo da vítima para ser velado o desespero foi maior ainda já que Laureci Varela era muito conhecida e querida na comunidade onde morava.
Fonte:Adelar Gonçalves/Dep. Jornalismo

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Galeria

Comente este post!