Rádio Esmeralda

TEL: (54) 3231.7800 | (54) 3231.2828 (PEDIDOS DE MÚSICAS) | (54) 9 8418.6298 (WHATSAPP)

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

classificados

Six Interfaces Figueiró Super Util

Geral

Isenção de pagamento da tarifa de energia elétrica já está valendo

28/04/2020

 

A RGE iniciou a aplicação do desconto de 100% nas contas de energia dos clientes cadastrados na tarifa social, conforme descrito na Medida Provisória n° 950, oficializada pelo Governo Federal no dia 8 de abril.

 

Trata-se da isenção da tarifa de energia - exceto taxas e impostos - dos clientes  enquadrados como baixa renda, que tenham consumo mensal de até 220kWh nos próximos 3 meses, entre 1 de abril a 30 de junho.  O consumo excedente a esses 220kWh será cobrado normalmente.

“Essa medida visa contribuir para amenizar os impactos da pandemia por coronavírus no país e vai beneficiar os mais de 140 mil clientes inscritos na tarifa social na área de concessão da RGE.

 

Para ser enquadrado na categoria baixa renda, o consumidor precisa ter renda mensal per capita de, no máximo, meio salário mínimo. Além disso, deverá atender pelo menos uma das seguintes condições: participar do programa Auxílio-Gás, estar cadastrado como beneficiário dos programas Bolsa Escola ou Bolsa Família. Para se cadastrar nos programas de Auxilio-Gás, Bolsa Escola ou Família, o cliente deve procurar pela prefeitura do município onde reside.

 

Caso o cliente se enquadre nos requisitos, deverá também se cadastrar junto à distribuidora, entrando em contato por meio dos canais digitais:

Site www.rge-rs.com.br

Aplicativo CPFL Energia (disponível para Android e iOS)

SMS grátis. Basta enviar CONTA e o CÓDIGO DE CLIENTE para o número 27350

Call Center RGE: 0800 970 0900

 

Fábio Calvo, gerente de relacionamento da RGE, falou também sobre o decreto do Governo Federal, onde diz que o consumidor não poderá ter o corte no fornecimento de energia elétrica por 90 dias, de abril a junho. Afirmou que realmente está valendo para todos os clientes, mas no entanto, após esse período se o consumidor não pagar as faturas em atraso, poderá ter o fornecimento cancelado e vai pagar todos os acréscimos com juros e multas.

 

 

 

 

Fonte:RGE

Compartilhar

facebook twiter google plus linkedin

Comente este post!